sábado, 22 de janeiro de 2011

Mais um dia cinza.


(Adriano Mariussi Baumruck)

12 comentários:

  1. Belíssima fotografia.
    Jorge Manuel Brasil Mesquita
    Lisboa, 03/01/2011

    ResponderExcluir
  2. gosto das suas fotos, Adriano.
    Esta, fios e fios, um resto de árvore pedindo ar,
    o céu em convulsão e o poste com suas luzes...
    abraços e grata pelo comentário sensível no Spirituals

    ResponderExcluir
  3. Cada novo amigo que ganhamos no decorrer da vida aperfeiçoa-nos e enriquece-nos, não tanto pelo que nos dá, mas pelo que nos revela de nós mesmos.

    Autor Miguel Unamuno
    Bjs com carinho

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. eu adoro essas paisagens cinzas e escuras.

    ResponderExcluir
  6. Uma imagem que transmite alguma intranquilidade.
    A "teia" dos fios talvez concorra para essa sensação. No entanto, as cores estão magnificas.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  7. Adorei udo que vi. Gostei daqui, tanto que estou dentro, te "perseguindo". Boa tarde!
    Felicidades.
    Abraços,
    João.
    Obs.: Se puder e quiser, dê uma passada lá no meu blog. Se gostar, e quiser me adicionar, vou adorar. Voltarei mais vezes aqui,pois gostei bastate do seu espaço.
    www.ludugero.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. uau! que linda imagem ... que lindíssimo dia .. adoro os dias nublados ... fico introspectiva e me aconchego mais dentro de mim ... beijo!

    ResponderExcluir
  9. Linda foto, poética... Não se sabe o que oprime mais, se o cinza do tempo nublado ou se os fios a se entrecruzarem sob o céu... Ou, ainda, a fraca luz do poste ao fundo... Meu abraço e parabéns por esta sua faceta que desconhecia!

    ResponderExcluir
  10. Uma visão que poucos percebem...

    Legal aqui... pena que parou...

    Beijo carinhoso.

    ResponderExcluir
  11. Às vezes, vencer o transcorrer do dia e chegar ao pôr do sol é uma vitória incomensurável. Há dias em que o cinza doloroso se adensa em nós.
    Bela e urbana foto.
    Beijo.
    Sigo contigo.

    ResponderExcluir